E o homem, na cama, observa todo esse frêmito da mulher encantado. E ele só não fica assistindo o espetáculo pois precisa continuar a comer a devassa que tem nos braços, como um timoneiro que, apesar da beleza das ondas revoltas, tem de prosseguir remando, para conduzir a passageira de seu barco à terra de desvario em que só as fileêmeas po… Read More